Trio Elisa Fukuda

Elisa Fukuda – Violino

Graduou-se em 1974 obtendo o “Diploma Superior de Violino” no Conservatório de Música de Genebra (Suiça), na classe do prof.Corrado Romano e em 1975 obteve o primeiro prêmio de Virtuosidade “avec distinction et félicitations du Jury”.

Entre 1975 e 1978 participou dos Cursos de Alta Interpretação dos mestres Nathan Milstein, Henryk Szering e Arthur Grumiaux. Em 1979 aperfeiçoou-se com Sandor Vech no Mozarteum de Salzburg. Apresentou-se nas mais importantes salas do Brasil e da Europa como solista e recitalista, destacando-se os solos com Oechestre Philharmonique George Enesco de Bucareste e Orquestra de Câmara de Moscou, entre outras.

No ano de 1992 formou junto com o pianista Giuliano Montini e o violoncelista Peter Dauelsberg o Trio Dell’Arte que já no seu segundo ano recebeu o Prêmio APCA como “melhor conjunto instrumental do ano”. Além de atividade didática que vem desenvolvrndo na Escola Fukuda, é também Diretora Artística da Camerata Fukuda. Recebeu vários prêmios ao longo de sua carreira entre os quais se destacam o de Melhor Solista do pela APCA (1989) e Prêmio Carlos Gomes na categoria de Solista Instrumental (2000).

Em setembro de 2001 fundou o “Quarteto Camargo Guarnieri”. Sua discografia é composta por 12 CDs gravados com a Camerata Fukuda, Trio Dell’Arte, Quarteto “Camargo Guarnieri” e o Duo Fukuda Astrachan. Em setembro de 2011 apresentou-se em Fort Laudeerdale (Teatro Broward Center) e em Nova York (Lincoln Center Avery Fischer Hall) como solista da Bachiana Filarmônica.

Em dezembro de 2013 sob a regência do maestro João Carlos Martins, apresentou-se no Metropolitan Museum de Nova York como solista junto a Orquestra St-Luke no Concerto “Back to Bach”,interpretando os Concertos Brandenburgueses de J. S.Bach.

Michiko Tashiro Licciardi – Piano

Michiko Tashiro Licciardi nasceu no Japão, onde iniciou seus estudos de piano aos 4 anos com Hiroko Irikawa.
Passou uma parte da infância nos EUA, estudando com Viktor Polonskys, sendo vencedora de diversos concursos para jovens.

Ao retornar para o Japão continuou seus estudos com Emi Maruyama, que a incentivou a se aperfeiçoar na Europa.
Aos 19 anos mudou-se para a Alemanha ingressando na Escola Superior de Música de Colônia sob orientação de Josef Anton Scherrer. Durante os primeiros anos da sua graduação, adquiriu o gosto por Lied e música de câmara e então prosseguiu os seus estudos nesta mesma instituição, concluindo em 2014 seu curso de mestrado em Liedgestaltung, sob orientação de Jürgen Glauß .

Participou de masterclasses com Graham Johnson, Malcolm Bilson, Manfred Aust, Anne le Bozec e Erik Battaglia.
Como membro do trio B.E.M. (clarinete, viola e piano), recebeu uma Menção Honrosa no “11° Wuppertaler Barmenia Musikwettbewerb” e, no mesmo ano, conquistou o prêmio de melhor acompanhamento no Concurso de Canto (Lied), na Escola Superior de Música de Colônia.

Em 2014, ingressou como professora de piano e correpetidora concursada na Musikschule Bochum, onde permaneceu até meados de 2018. Ensinou crianças, jovens e adultos, de iniciantes a avançados, vários dos quais obtiveram prêmios nos concursos nacionais “Jugend musiziert” na Alemanha.

Em 2017 ganhou uma bolsa da Associação Internacional Richard Wagner, tendo a oportunidade de assistir o festival de Ópera de Bayreuth, realizando concertos com os bolsistas pela região da Baviera.

Durante sua permanência na Alemanha, também se destaca seu extenso trabalho acompanhando diversos coros e cantores em concertos, recitais e concursos, além de desenvolver música de câmara por este país.
Desde setembro de 2018 está no Brasil onde leciona, é correpetidora e pianista em diversas formações.

Moisés Ferreira – Violoncelo

Natural de Anápolis, cidade onde iniciou seus estudos musicais. Na Escola de Música de Anápolis estudou na classe do Prof. Aneir Luciano de Freitas. Em 2004 ingressou na Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás, com a qual atuou como solista no Teatro Goiânia e Centro cultural Oscar Niemeyer.

Atuou também como solista em concertos da Orquestra Sinfônica de Goiânia e Orquestra de Câmara Goyazes. Em 2005 passou a receber a orientação do Prof. Gidesmi Alves. Em 2007 recebeu o Diploma de Destaque Cultural do Ano, pelo Conselho Estadual de Cultura de Goiás. Em 2009 passou a ter orientação do Prof. Rodolpho Borges em Brasília, e em 2012 foi aluno do curso de violoncelo projeto de extensão da Escola de Música da UFRN sob a orientação de Fábio Presgrave.

Em 2017 foi um dos selecionados para participar da Academie Ravel na França na classe do Violoncelista Marc Coppey. Participou de concertos com variados grupos e formações, dentre eles: Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, Quarteto Camargo Guarnieri e Quarteto Serioso.

Atuou como Chefe de Naipe na Orquestra Filarmônica de Goiás durante a temporada de 2013. Em 2014 começou a fazer parte do quadro de músicos da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal de São Paulo onde atualmente é violoncelista solista B.